of 9

Dicas Online SAP

Published on February 2017 | Categories: Documents | Downloads: 22 | Comments: 0

Comments

Content


Dicas On-line
Dicas ON-LINE
1. Os Componentes Principais de um Dialog Program (On-line)
• Você usa o Screen Paiter e o Menu Painter para criar e
desenhar telas modelas e programas de telas.
• Você define o processamento lógico no module pool do programa
ABAP/4 .
• Estruturas de dados são definidas no icion!rio ABAP/4. Você
pode acessar esses estruturas do programa ABAP/4 e "uando
define campos de tela.
• # processador de di!logo controla o flu$o do seusdos seus
programa di!logo.
2. Screen Painter - !P"#
• Para criar uma tela% siga os seguintes passos&
o efina as caracter'sticas (!sicas da tela )screen
atri(utes*
o Pro+ete um la,out de tela )in full screen editor*
o efina os atri(utos dos campos )field list*
o Escre-a o flu$o lógico da tela )programa*
• #s componentes do programa ABAP/4 mais importantes são
encontrados nos seguintes o(+etos&
o .lo(al data ou Estruturas do icion!rio no programa
include /#P )declara01es data*
o Module PB# )Process Before #utput 2 Processos antes de
Apresentar a /ela*
o Module PA3 )Process After 3nput 2 Processos após Entrada
de ados*
o Su(4rotinas )se necess!rio*
ROP – Consultor ABAP/4 São Paulo, 08 de Março de 2002.
Dicas On-line
$. Comunica%&o' (ela  !P"# module Pool
• # flu$o lógico da tela 5 di-idido em dois e-entos&
o # e-ento PB# 5 e$ecutado antes da tela ser apresentada.
o # e-ento PA3 5 e$ecutado após pressionar E6/E7.
• # sistema processa os módulos de e-ento numa se"8ência
• Em cada módulo% o controle passa do processador de di!logo
para o processador ABAP/4. epois do processamento% o
controle 5 retornado para o processador de di!logo.
• 9uando todos os módulos do PB# forem processados% o conte:do
dos campos da !rea de tra(alho );or< !rea* ABAP/4 são
copiados para os campos de mesmo nome da !rea de tra(alho
);or< !rea* da tela.
• Antes do módulo PA3 5 processado. # conte:do dos campos na
!rea de tra(alho da tela );or< !rea* são copiados para campos
de mesmo nome na !rea de tra(alho );or< !rea* ABAP/4.
#. De)inindo o La*out (+rap,ical Screen Painter)
• Para pro+etar telas% -ocê usa o Screen Painter.
• A interface do .raphical Screen Painter cont5m fun01es f!ceis
de usar para definir os -!rios elementos da tela )e$.& campos
de entrada e sa'da% campos te$tos% cai$as% etc.*. Você
escolhe cada elemento da tela e posiciona na tela usando o
mouse.
• Para deletar elementos da tela% -ocê seleciona o elemento com
o mouse e então escolhe Delete.
• Para mo-er elementos da tela% -ocê usa o mouse para arrastar
o elemento para a posi0ão dese+ada.
ROP – Consultor ABAP/4 São Paulo, 08 de Março de 2002.
Dicas On-line
-. .isuali/a%0es de Listas de Campo (1ield List .ie2s)
 =ield t,pes
 /e$ts/templates
 .eneral attri(utes
 ispla, attri(utes
 Modification groups
 Matchcode/reference
• >! seis -isuali?a01es de listas de campos para manuten0ão
dos atri(utos dos campos da tela. Alternati-amente% -ocê pode
defini4los de uma das listas. Manuten0ão de atri(utos para um
campo tam(5m 5 poss'-el no fullscreen editor.
• Você pode desco(rir o correspondente do tipo de dado e$terno
para o tipo de dado interno )e$.& tipos de dados ABAP/4* pela
referida documenta0ão da pala-ra cha-e /[email protected] no ABAP/4.
E$emplos são os seguintes&
/ipo de dados do dicion!rio /ipo de dados no ABAP/4
A>A7 A
6BMA 6
3. De)inindo o controle do )lu4o
P#7AESS BE=#7E #B/PB/.
M#[email protected] 363/[email protected]
P7#AESS A=/E7 36PB/.
M#[email protected] [email protected]
• Você especifica a defini0ão de seus Módulos de comandos na
lógica do flu$o.
• Se -ocê escolhe um módulo com duplo cli"ue% o sistema cria os
comandos ade"uados M#[email protected] ... E6M#[email protected] no programa include
apropriado. Este 5 conhecido como na-ega0ão adiantada.
• Se não e$iste o programa include% o sistema criar! um se -ocê
permitir. Ele tam(5m insere um comando [email protected] no programa
principal.
ROP – Consultor ABAP/4 São Paulo, 08 de Março de 2002.
Dicas On-line
5. Processando o 6OD7LE POOL
M#[email protected] 363/[email protected]
#B/PB/.
[email protected] [email protected]
E6M#[email protected]
M#[email protected] [email protected] 36PB/.
[email protected]/ [email protected] E =7#M [email protected]
F>E7E AA773 G [email protected]
A6 A#663 G [email protected]
A#663.
.
.
.
E6M#[email protected]
• #s comandos do ABAP/4 do M#[email protected] para PB# cont5m uma adi0ão
#B/PB/% "uando os comandos do módulo for do módulo PA3 cont5m
uma adi0ão 36PB/.
8. De)inindo campos no 6OD7LE POOL
/op include
M/[email protected]/#P
P7#.7AM SAPM/[email protected]
/[email protected]& [email protected]
A/A& ... .
#B
[email protected]#[email protected] A/A
A/A& ... .
• 6o processamento de di!logo% o dado 5 passado entre as telas
e o processamento do programa ABAP/4. # sistema e$ecuta esta
comunica0ão automaticamente% mas -ocê de-e usar nomes
idênticos nas telas e no M#[email protected] P##@.
• efina os campos rele-antes como dados glo(ais no programa
include /#P. Para fa?er isso% -ocê processa o programa
include como um todo ou relacionando se01es de dados glo(ais
ou estruturas do icion!rio. Mesmo "ue% o programa include
/#P est! implicitamente no controle.
ROP – Consultor ABAP/4 São Paulo, 08 de Março de 2002.
Dicas On-line
9. De)inindo c,amadas (C:digos de (ransa%&o)
S/MP
Programs
SAPM/[email protected]
Areate
/ransactions
Escolher
Aódigo de /ransa0ão TALA
/ipo de /ransa0ão X Dialog transaction
Aontinue
/ransaction code TALA
/ransaction te$t Test
Program SAPMTALA
Screen num(er 100
• Você pode iniciar um programa de di!logo ABAP/4 )transa0ão*
com um espec'fico código de transa0ão.
• /ansa01es customi?adas de-em come0ar com C ou H.
• # sistema cria suas especifica01es na ta(ela /S/A )ao in-5s
de criar uma transa0ão na lista de o(+etos% -ocê pode dar
manuten0ão na ta(ela -ocê mesmo*
1;. C,ecagem autom<tica de campo de Entrada
• Após o usu!rio ter finali?ado uma tela )e$. ter entrado dados
e pressionado a tecla E6/E7 ou ter acionado alguma outra
fun0ão*% mas antes dos módulos do PA3 serem processados% o
processador de di!logo e$ecuta um n:mero de checagens
autom!ticas.
• # primeiro destes s ser certificado são os campos re"ueridos
na entrada de dadops.
• Bma cha-e estrangeira 5 e$ecutada somente se um campo da tela
se referir a um campo do icion!rio pela "ual a checagem da
ta(ela tem de estar definida e o atri(uto apropriado tem de
estar selecionado.
• Em alguim momento% a funcionalidade =4 5 ati-ada. 3sso
significa "ue 5 poss'-el a entrada de dados para um campo.
E$.& a cha-e de -alores da ta(ela de checagem 2 são
apresentadas.
ROP – Consultor ABAP/4 São Paulo, 08 de Março de 2002.
Dicas On-line
11. C,ecando campo de entrada no 6OD7LE POOL com di<logo de erro
P7#AESS A=/E7 36PB/.
[email protected] Iscreen fieldJ
M#[email protected] ImoduleJ.
M#[email protected] module 36PB/.
.
.
.
MESSA.E E... .
E6M#[email protected]
• Se -ocê "uer checar -alores de entrada no M#[email protected] P##@ e
iniciar um di!logo de erro de um resultado negati-o% -ocê usa
o comando [email protected] com a adi0ão M#[email protected] 3sto significa "ue o
rele-ante módulo 5 e$ecutado somente para o campo
especificado no comando [email protected]
• Se o módulo resulta numa mensagem de erro )E* ou ;arning )F*%
a tela 5 reapresentada sem o processamento dos módulos PB#. #
te$to da mensagem 5 apresentado e somente o campo checado por
este módulo 5 apresentado para entrada de dados no-amente.
• 6ote "ue somente o comando [email protected] 5 respons!-el por fa?er a
leitura do campo para entrada no-amente. Se -ocê formular
uma mensagem num módulo sem chamar o módulo no comando [email protected]%
a mensagem 5 apresentada% mas o campo não 5 lido para entrada
de dados no-amente.
12. C,ecando +rupo de Campos
P7#AESS A=/E7 36PB/.
A>A36.
[email protected]& screen fieldK%
screen fieldL%
...
screen fieldn.
M#[email protected] module.
E6A>A36.
M#[email protected] module 36PB/.
...
MESSA.E E ... .
E6M#[email protected]
• Se -ocê "uer checar muitos campos para entrada de dados
no-amente no e-ento de um erro de di!logo% -ocê de-e
especificar todos no comando [email protected] e concatenar estes +unto
com o comando M#[email protected] para checagem no A>A36.
• Bm campo pode ser usado em diferentes A>A36s.
• 6ote "ue o comando [email protected] não somente fa? a leitura para
entrada de dados no-amente. 9ual"uer um dos campos modificado
ROP – Consultor ABAP/4 São Paulo, 08 de Março de 2002.
Dicas On-line
durante o processamento do PA3 somente se torna -is'-eis no
e-ento do erro se eles são tam(5m especificados no camando
[email protected] do referido A>A36.
1$. Lendo C:digos de 1un%&o em Programas
• Aada (otão de-e ter um código de fun0ão
• 9uando o usu!rio pressionar o (otão% o módulo PA3 5 acionado.
• 9uando o usu!rio chama uma fun0ão )pelo significado do (otão%
menu de entrada ou tecla de fun0ão*% o código de fun0ão
aparece no campo "ue -ocê entra no na lista de campo "ue os
atri(utos pr54definidos de tamanho 4 e formato #M. 3sto 5
conhecido como campo de #M code.
• Poder reagir a um código de fun0ão no module pool do ABAP/4%
-ocê define um identificador nomeado #< code. Este cont5m o
código da fun0ão atual depois do campo ter sido transportado.
• Você est! recomendado a usar uma -ersão de (ac<up do campo de
o<code para e-itar en-iar uma tela "ue +! tem um código de
fun0ão.
1#. Se=>?ncia [email protected] de (ela' OAerAie2
• Você pode modificar uma se"8ência de tela dinamicamente&
o Bsando SE/ SA7EE6 para atuali?ar a pró$ima tela
temporariamente
o Bsando [email protected]@ SA7EE6 para inserir um processamento de uma
ou mais telas antes da tela atual. # processamento da
tela atual continua com os comandos após esta chamada.
1-. Bustando a Pr:4ima (ela Dinamicamente
• # comando SE/ SA7EE6 nnnn altera temporariamente a pró$ima
tela.
• A tela nnnn de-e ter uma tela no mesmo module pool.
• A pró$ima tela 5 processada depois da tela atual% a menos "ue
-ocê termine a tela atual com o comando @EAVE SA7EE6.
ROP – Consultor ABAP/4 São Paulo, 08 de Março de 2002.
Dicas On-line
• Se -ocê "uer encerrar a tela atual e ir diretamente para a
pró$ima tela num :nico passo% -ocê pode usar o comando LEAVE
TO SCREEN nnn.
13. 6enu Painter - OAerAie2
• Você usa o Menu Painter para definir fun01es na tela no
stautus particular e determina4as para a (arra de menus
própria. Para cada status% -ocê define "ue as fun01es de menu
estão ati-as ou inati-as.
15. De)inindo a Inter)ace I
• 6uma re"uest% o sistema prop1e -alores padr1es par a (arra de
menu e define a tecla de fun0ão% mas -ocê pode modificar
isso.
• Barras de menu podem contger at5 oito menus. Você pode
definir at5 seis destes -o-ê mesmo% mas os menus S,stem e
>elp são adicionados automaticamente pelo sistema.
• Bm :nico menu cont5m at5 KN entradas% incluindo as fun01es e
suas descri01es% nomes de su(4menus e linhas separadoras.
• Você poderia especificar tam(5m todas as fun01es "ue são
ati-adas num status como ati-a na (arra de menu.
18. De)inindo a Inter)ace II
• Você determina as fun01es ati-as "ue um usu!rio pro-a-elmente
mais precisa no situa0ão atual para a (arra de (ot1es. Antes
de -ocê fa?er iss% o código de fun0ão de-e ser determinado
para uma tecla de fun0ão.
• Você determina códigos de fun0ão para teclas de fun0ão pelas
entradas destas em “Con!"uraç#es Re$o%endadas de &e$las de
'unç#es( ou “Seç#es de &e$las de 'unção De!n!das
)!*re%ente( .
• # sistema automaticamente define as teclas de fun0ão no
padrão (arra de ferramentas para teclas de fun0ão especial.
19. De)ini%&o utom<tica de Ccones para (eclas de 1un%&o
(ecla de 1un%&o Signi)icado Icon (SDmEolo)
ROP – Consultor ABAP/4 São Paulo, 08 de Março de 2002.
Dicas On-line
Enter Enter “ticao!
"11 Sal#ar Pasta
"$ Voltar Seta p% a es&'era
S(i)t*"$ Sair +programa, Seta p% cima
"1- Cancelar +tela, “X!
Ctrl*P .mprimir .mpressora
Ctrl*" Pes&'isar /in0c'lo
Ctrl*1 Contin'ar Pes&'isano /in0c'lo “*!
Ctrl*Screen 'p Primeira P2gina P2gina c% seta 'pla
Screen 'p P2gina Anterior P2gina c% seta p% cima
Screen o3n Pr04ima P2gina P2gina c% seta p% 5ai4o
Ctrl*Screen o3n 6ltima P2gina P2gina c% seta 'pla
"1 7elp .nterroga89o
• # sistema define automaticamente códigos de fun0ão "ue -ocê
define na (arra de ferramentas padrão para teclas de fun0ão
especial.
• Para desco(rir "uais defini01es aplicadas para as fun01es no
status atual% cli"ue no termo “Barra de 'erra%entas Padrão(.
2;. De)inindo 6enus de Frea
• 9uando for dar manuten0ão em Menus de Orea )"ue são
desen-ol-imentos de o(+etos de classes*% -ocê usa uma -ersão
especial do Menu Painter. A"ui% -ocê define os códigos de
transa0ão para programas di!logos chamados ao in-5s de
especificar códigos de fun0ão.
• Esses códigos de transa0ão não têm tipos especiais de fun0ão.
Eles tra(alham como [email protected]@ /7A6SAA/3#6.
ROP – Consultor ABAP/4 São Paulo, 08 de Março de 2002.

Sponsor Documents

Hide

Forgot your password?

Or register your new account on INBA.INFO

Hide

Lost your password? Please enter your email address. You will receive a link to create a new password.

Back to log-in

Close